Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Ufersa Pau dos Ferros forma 26 novos bacharéis em Ciencia e Tecnologia

Reconhecimento 5 de julho de 2016. Visualizações: 2363. Última modificação: 05/07/2016 16:52:33
Ao final, formados lançam capelos para o alto  |Foto: Cedida/Edvania Nogueira

Ao final, formados lançam capelos para o alto |Foto: Cedida/Edvania Nogueira

O campus da Ufersa Pau dos Ferros fechou a maratona de colações de grau do semestre letivo de 2015.2 com a concessão do título de bacharel a 26 formandos do curso de Ciência e Tecnologia Integral e Noturno. A cerimônia presidida pelo reitor José de Arimatea de Matos aconteceu na última sexta-feira, dia primeiro de julho, no Auditório do Centro de Convivência do campus.

Logo após o cortejo dos formandos, o pró-reitor de Graduação professor Augusto Carlos Pavão anunciou a lista com os concluintes, entre eles José Vidal Júnior, do curso de CeT, que leu o juramento protocolar em nome dos demais colegas. O momento foi precedido pela outorga de grau concedida pelo reitor, que, em seguida, entregou os diplomas individualmente a cada formando.

Professor Alexsandro Lima durante discurso enquanto paraninfo das turmas |Foto: Cedida/Edvania Nogueira

Professor Alexsandro Lima durante discurso enquanto paraninfo das turmas |Foto: Cedida/Edvania Nogueira

Concluintes em CeT recebem diploma na solenidade de colação de grau em Pau dos Ferros |Foto: Cedida/Edvania Nogueira

Concluintes em CeT recebem diploma na solenidade de colação de grau em Pau dos Ferros |Foto: Cedida/Edvania Nogueira

A outorga de grau é o ato mais importante da cerimônia, pois marca a passagem do status de “formado”, quando o estudante já tem concluído todos os créditos, para se tornar um profissional. No caso dos concluintes dos cursos de Pau dos Ferros, com título de Bacharel.

A noite teve continuidade com uma sucessão de discursos que não pouparam ninguém das lágrimas. Carla Caroline Alves foi a primeira oradora a subir no palco representando as turmas. Com citações de textos bíblicos, fragmentos da letra de músicas de Marcelo Jeneci e Renato Russo, ela expressou o saudosismo que pairava naquela noite de despedida, mas também o otimismo para o início de uma nova fase.

“Tivemos que enfrentar algumas decepções, perdas e até reprovações. Porém, todos esses temperos nos ajudaram a crescer ainda mais a nos faz perceber que uma nova jornada se inicia”, ponderou Carla Alves. Em um link ocasional com a reflexão da concluinte, o diretor do câmpus, professor Alexsandro Pereira Lima, escolhido como paraninfo geral das turmas, refletiu sobre o tempo à luz da Física e sob uma perspectiva etimológica e poética.

“Em Física, não sabemos exatamente o que é o tempo”, alertou ele, complementando com uma descrição extraída do dicionário para a palavra e, em seguida, usou o poema “O tempo”, de Mário Quintana, para estender a reflexão. “A diferença entre esses dois instantes: a formatura que ora acontece e aquele já distante momento do resultado do ENEM fazem parte da história de cada um de vocês e definirá suas vidas para sempre”, alertou.

Não tenho dúvidas de que a interiorização do Ensino é o maior programa de inclusão social do nosso País

José de Arimatea de Matos, reitor
A noite teve um gosto especial para Daniela de Freitas Lima, concluinte laureada por ter se destacado graças ao bom desempenho acadêmico durante a permanência do curso. Após a entrega da comenda, dois estudantes discursaram em homenagem aos pais e aos pais ausentes. “A vocês, pais, ou àqueles que nos fizeram seus filhos, devemos tudo o que somos! Vocês se alegraram com a nossa chegada ao mundo e nos acolheram com muito amor, paciência e serenidade”, agradeceu o estudante Éden Malveira dos Santos.

Já a concluinte Luzia Luana da Silva Medeiros assumiu o desafiador compromisso de discursar em homenagem aos pais ausentes. “Dizem que o abraço é o melhor lugar do mundo. Eu acredito que seja, mas eu sei que apesar da ausência física destes que tão precocemente nos deixaram, existe a certeza de uma presença inexplicável, presença que nos acompanha desde o momento em que se foram, presença inexplicável, presença certa em todos os momentos que precisamos, que nos conforta, nos ilumina, nos enche de paz”.

O reitor José de Arimatea de Matos encerrou a solenidade destacando a importância daquele momento para a história da Ufersa, e, igualmente, a importância da instituição no futuro profissional dos concluintes. “Esse semestre concedemos grau a 531 concluintes. Nos últimos dias, 4 novos professores foram empossados e já temos a homologação de mais 13 novos servidores. Isso demonstra o quanto estamos crescendo na nossa missão de levar o ensino superior de qualidade ao interior. Não tenho dúvidas de que a interiorização do Ensino é o maior programa de inclusão social do nosso País”.

Crescimento

A Ufersa concedeu título de colação de grau também aos concluintes dos cursos de graduação em Mossoró, Caraúbas e Angicos. Com o semestre letivo de 2015.2, a Universidade bateu record no número de formandos, ultrapassando 530 novos profissionais graduados pela instituição nos quatro campi.

Navegue pelas formatura em Mossoró, Angicos e Caraúbas.
Assista a edição do TV Ufersa sobre as solenidades.
Conheça os Cursos de Graduação da Ufersa.

Concluintes em CeT recebem diploma na solenidade de colação de grau em Pau dos Ferros |Foto: Cedida/Edvania Nogueira
Mesa de autoridades durante cerimônia de colação de grau 2015.2 em Pau dos Ferros |Foto: Cedida/Edvania Nogueira
Turma de concluintes dos cursos de graduação da Ufersa Pau dos Ferros |Foto: Cedida/Edvania Nogueira
Concluintes em CeT recebem diploma na solenidade de colação de grau em Pau dos Ferros |Foto: Cedida/Edvania Nogueira