Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Pesquisador da Ufersa ganha prêmio internacional por campanha em defesa das abelhas

Comemoração, Responsabilidade Social, Tecnologia 26 de outubro de 2015. Visualizações: 1076. Última modificação: 26/10/2015 17:25:57
Professor Lionel Gonçalves expõe medalha e certificado da premiação na APIMONDIA 2015, além do periódico com a publicação de pesquisa sobre abelhas | Crédito: Eduardo Mendonça/Assecom/Ufersa

Professor Lionel Gonçalves expõe medalha e certificado da premiação na APIMONDIA 2015, além do periódico com a publicação de pesquisa sobre abelhas | Crédito: Eduardo Mendonça/Assecom/Ufersa

O professor visitante doutor Lionel Segui Gonçalves, do Departamento de Ciências Animais – DCAN, foi agraciado com duas medalhas na 44ª edição do Congresso da Federação Internacional de Apicultura – APIMONDIA, realizado na cidade de Daejeon, na Coreia do Sul, com a participação de representantes de mais de 100 países, entre eles o Brasil.

Pelas mãos do presidente da Federação, Mr. Phillip McCabe, o professor Lionel Gonçalves recebeu o prêmio na categoria “Inovação”, referente aos produtos “Site” e “Vídeo”. As comendas são um reconhecimento ao trabalho desenvolvido com a página digital Sem Abelha, Sem Alimento e ainda pelo vídeo educativo da Campanha de Proteção às Abelhas, nomeado de “No Bee, No Food”.

Presidente da APIMONDIA, Mr. Phillip McCabe, entrega comendas ao professor Lionel Gonçalves |Crédito: Acervo Pessoal

Presidente da APIMONDIA, Mr. Phillip McCabe, entrega comendas ao professor Lionel Gonçalves |Crédito: Acervo Pessoal

O professor Lionel Gonçalves é um dos principais pesquisadores e ativistas na luta pela proteção às abelhas. Em 2013, com a campanha encabeçada pelo Centro Tecnológico de Apicultura e Meliponicultura da Ufersa – CETAPIS foram angariadas 22 mil assinaturas em uma petição pública entregue aos Ministérios do Meio Ambiente e ao da Agricultura pedindo políticas públicas de proteção.

Outra importante iniciativa veio com a elaboração do aplicativo Bee Alert para os smartphones. Essa é a primeira plataforma on-line com a finalidade de registrar o desaparecimento ou morte de abelhas em apiários por geolocalização. O Bee Alert está disponível nos idiomas Português, Espanhol e Inglês.

A campanha vem ganhando proporções internacionais. Além das comendas recebidas no Congresso Internacional da APIMONDIA, o Bee Alert também já foi agraciado com premiações na Argentina (2013) e na França (2015).

“No Brasil, estamos tendo um problema muito sério com o desaparecimento das abelhas. Entre as diferentes causas, podemos mencionar as patogenias, o clima e os agrotóxicos”, alerta o pesquisador Lionel Gonçalves. Essa situação já atinge nível de alarme em 13 Estados do Brasil, entre eles os Estados do Ceará e da Bahia, aqui no Nordeste.

O pesquisador ressalta a importância de protegê-las, sobretudo porque cerca de 70% da nossa alimentação depende da polinização das abelhas.

Acesse a página da Campanha, entenda a luta e baixe o aplicativo.

Imagem dos certificados e medalhas recebidos na premiação, na Corea do Sul |Crédito: Acervo Pessoal

Imagem dos certificados e medalhas recebidas na premiação, na Coreia do Sul |Crédito: Acervo Pessoal

RECONHECIMENTO –

Em Maio deste ano, Mossoró entrou na lista das seis cidades brasileiras a receber o lançamento oficial de uma coleção de selos dos Correios em homenagem às Abelhas. A série “Abelhas Brasileiras Melíponas – Abelhas sem ferrão” destaca a imagem de seis espécies pela sua originalidade e importância para a preservação do equilíbrio ecológico e a exploração sustentável da meliponicultura (criação de abelhas sem ferrão). A Ufersa foi uma das instituições escolhidas devido a importância das pesquisas da Universidade sobre o inseto.
Relembre aqui.

SERVIÇO –

O CETAPIS fechou parceria com o Corpo de Bombeiros para montar o serviço de atendimento a chamadas de urgência para coleta de enxames de abelhas. O “SOS Abelhas” atende pelos seguintes telefones de ocorrência: central de urgência do 190 discado para a Polícia Militar e 193 para os Bombeiros; ou ainda pelos celulares em contato direto com o Centro pelos números (84) 98846-5392 ou 99818-2354.
Saiba mais aqui.

NÚMEROS –

Já são 26 anos desde que o Brasil recebeu o Congresso Internacional da APIMONDIA, em 1986
O site da campanha já registra quase 16 mil colmeias afetadas.
Na campanha para “Amigo das Abelhas” já são mais de 24 mil cadastros