Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Programas de Pós-Graduação da UFERSA sobem conceito na avaliação da CAPES

Gestão, Pós-graduação 14 de setembro de 2022. Visualizações: 83. Última modificação: 14/09/2022 08:43:07

Três programas da UFERSA subiram da nota 3 para 4: Ambiente, Tecnologias e Sociedade, o Programa em Ciência e Engenharia dos Materiais e Pós-Ensino/Foto: Eduardo Mendonça

A Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) conheceu os resultados preliminares da avaliação quadrienal dos seus programas de pós-graduação. A avaliação é realizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), fundação vinculada ao Ministério da Educação que atua na expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu em todo o país.

A avaliação da Pós-Graduação é ser realizada por pares, com base em informações anuais públicas e transparentes, registradas por cada PPG na Plataforma do Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG), a Plataforma Sucupira. Os programas se distribuem de 1 a 7, porém o valor mínimo para o funcionamento de um curso de mestrado é a nota 3.  Programas com notas 6 e 7 possuem  excelência e se constituem referências para suas respectivas áreas. Nota abaixo de 3 recebe o conceito A, relativo a um programa novo e recém-criado.

Professor Ulisses Reis, coordenado do Mestrado em Direito/Foto: Cedida

No caso da UFERSA, os programas de pós-graduação em Administração e em Direito tinham o conceito A e após passarem pela primeira avaliação, receberam a nota 3.  Para o Professor Ulisses Reis, Coordenador do Programa em Direito, a nota 3 recebida pelo programa transmite a segurança de que o trabalho está sendo feito de forma correta. “O programa é muito jovem, tendo iniciado suas atividades em 2009. Essa é a sua primeira avaliação. O reforço da nossa recomendação e a atribuição do nosso conceito nos permite reavaliar o planejamento e sintonizá-lo com melhores práticas da área de direito”, considerou o professor Ulisses.

Professor Renan Felinto, coordenado do Mestrado em Administração/Foto: Cedida

Já o Professor Renan Felinto, Coordenador do Programa em Administração, acredita que a recomendação da CAPES e a atribuição da nota 3 ao PPGA, em sua primeira avaliação, vem premiar o trabalho contínuo empreendido desde meados de 2015, de implantar na UFERSA o primeiro Mestrado em Administração da Região do Semiárido. O professor acrescenta que tendo iniciado suas atividades em 2020, o Mestrado em Administração cresceu nestes dois anos, tanto no que se refere ao corpo docente, como à produção qualificada; mas principalmente, sua contribuição se manifesta na transformação significativa da vida dos seus alunos.

Ainda sobre a avaliação da CAPES, três programas da UFERSA subiram da nota 3 para 4, quais sejam, o Programa em Ambiente, Tecnologias e Sociedade (PPGATS) e o Programa em Ciência e Engenharia dos Materiais (PPGCEM) e Pós-Ensino. Com esse resultado a UFERSA passa a contar com quatro programas com conceito 4.

Segundo a professora Elis Regina, Coordenadora do PPGATS o resultado obtido na avaliação quadrienal 2017-2020 é importante não apenas para o curso manter seu funcionamento, mas para que se apresente diferenciado qualitativamente no cenário de formação de pós-graduação. “Impacta diretamente e indiretamente em sua capacidade de angariar recursos e visibilidade”, opinou.

Professor Francisco Odolberto, coordenador do Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais/Foto: Arquivo Assecom

O Professor Francisco Odolberto de Araújo, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais, o resultado da avaliação é resultado do empenho de todos da equipe. “O resultado dessa avaliação deu-se pelo esforço de cada um na execução das ações planejadas. Agradecemos ainda, aos que fazem a PROPPG/UFERSA, especialmente a secretaria dos programas, pois sempre estão dispostos a contribuiu positivamente para o êxito dos programas”, afirmou.

No que concernente aos programas profissionais, o Programa Nacional de Mestrado Profissional em Ensino de Física (MNPEF) passou de 4 para 5. O MNPEF trata-se de um programa nacional de pós-graduação de caráter profissional, voltado a professores de ensino médio e fundamental com ênfase principal em aspectos de conteúdos na Área de Física.

Professor Glauber Nunes, Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFERSA/Foto: Arquivo Assecom

Segundo o Pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da UFERSA, Professor Glauber Henrique de Sousa Nunes, o resultado da avaliação pode ser considerado como positivo. “Tivemos um aumento de conceito em quatro dos 18 Programas da instituição. Por outro lado, os demais cursos que mantiveram suas notas têm o potencial para evoluir na próxima avaliação quadrienal. Temos o desafio de trabalhar com o intuito de fortalecer os programas nesses dois próximos anos”, considerou Glauber Nunes.

O professor adiantou ainda que a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e as coordenações dos programas ampliarão os esforços para promover a evolução dos nossos programas de pós-graduação na próxima quadrienal.  Atualmente a A UFERSA conta com 18 programas de pós-graduação stricto sensu, sendo 14 acadêmicos e 4 profissionais. Para maiores detalhes dos nossos programas acesse a página https://proppg.ufersa.edu.br/ .