Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Estudantes de escolas públicas apresentam projetos de pesquisa em Angicos

Arte e Cultura, Extensão, Pesquisa 14 de setembro de 2022. Visualizações: 84. Última modificação: 14/09/2022 15:08:59

60 equipes apresentaram trabalhos na Escola Estadual Francisco Veras, localizada em Angicos (fotos: Eduardo Mendonça/Assecom)

As estudantes Maria Clara Andrade, Ellen Micarla Jota da Silva e Patricia Manuelly Rocha vão acompanhar a partir desta semana o início da construção de uma área de convivência que vai beneneficar todos os alunos da Escola Estadual Joana Honório da Silveira Moura, localizada em Angicos (RN). O projeto, elaborado por elas sob a orientação de dois professores, foi apresentado aos visitantes da Feira de Ciências realizada no dia nove de setembro pela 8ª Direc (Diretria Regional de Educação e Cultura) em parceria com a UFERSA, por meio do projeto de extensão Ciência para Todos.

Maria Clara Andrade, Ellen Micarla e Patricia Manuelly Rocha apresentaram projeto de construção de área de convivência (foto: Assecom)

“A gente viu que faltava um local adequado para a alimentação dos alunos e também onde os alunos do Ensino Fundamental pudessem brincar na hora do intervalo”, conta Maria Clara. “Como o projeto foi aprovado pela direção da escola e levado à Direc, nós conseguimos o financiamos e as obras já vão ser iniciadas”, comemora Ellen Micarla.

Quem também apresentou uma solução para um problema recorrente da comunidade foram os estudantes Ana Beatriz Macedo, Liniane Matias e Pedro Henrique Paiva. “Nós moramos na zona rural do município de Lajes, onde a queda de energia é frequente”, diz Ana Beatriz. “Aí um grande problema é que a população fica incomunicável e sem poder usar o celular, já que não tem energia”. A solução encontrada pelos alunos foi construir um aparelho de baixo custo que utiliza a energia do vento para gerar eletricidade e carregar os aparelhos de celular. “Utilizamos um cano para fazer a torre e a base, onde fica um motor de impressora que vai gerar a energia que é conduzida por fios conectados a um carregador veicular”, explica Pedro. Isso é importante, segundo ele, para que a energia seja gerada na medida certa para carregar os celulares sem risco de queimar o aparalho.

Etapa local antecede a realização da Feira Regional de Ciências do Semiárido, que será realizada entre os dias 25 e 27 de outubro em Mossoró (fotos: Eduardo Mendonça / Assecom)

Joagra Karolliny Viturino e Maria Luiza Rocha buscaram uma solução para ajudar os criadores de animais em períodos de seca (foto: Assecom)

Já no município de Bodó, as estudantes Joagra Karolliny Viturino e Maria Luiza Rocha buscaram uma solução para ajudar os criadores de animais em períodos de seca. Elas apresentaram o projeto “Produção de Ração Animal Anternativa para o Auxílio a Pesquenos Produtores em Tempo de Estiagem”. Joagra explica que o objetivo foi oferecer uma alternativa viável e de fácil acesso aos criadores.

“Nós somos de uma região bem pequena, onde os períodos de estiagem são comuns”, diz ela. “A gente utiliza a algaroba, a maniva, a casca do maracujá e o pendulo”, conta Luiza. A alimentação pode ser oferecida a ruminantes e está sendo testada também em aves, equinos e suínos.

Ao todo, 60 projetos de 10 escolas foram apresentados na Escola Estadual Francisco Veras na 11ª edição do evento. Participaram da programação cerca de 250 estudantes e professores de Ensino Fundamental e Médio das cidades de Angicos, Afonso Bezerra, Bodó, Fernando Pedroza, Lajes, Pedro Avelino e Santana do Mato.

“Com relação à organização do evento, até a chegada das equipes, tudo ocorreu como nós tínhamos planejado”, diz o Joaquim Azevedo, assessor pedagógico da 8ª Direc e coordenador do projeto Feira de Ciências para o Semiárido Portigar na cidade de Angicos. “Agora será a UFERSA que fará a avaliação dos trabalhos e a classificação dos projetos que irão para a próxima etapa do evento”, explica.

A Feira de Ciências para Todos do Semiárido Potiguar é a próxima fase para os projetos que forem selecionados. O evento será realizado entre os dias 25 e 27 de outubro no Expocenter, localizado no Campus Leste da UFERSA, em Mossoró.

Feira de Ciências Kids é novidade em 2022

Uma novidade na edição 2022 do projeto Feira de Ciências é a participação de equipes formadas por alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental. O Feira de Ciências Kids também será levado para a etapa regional do evento, a ser realizada em Mossoró. “Foi tudo feito no mesmo formato, na perspectiva da pesquisa científica”, diz Khadidja Torres, coordenadora pedagógica da Escola Estadual Escola Estadual José Rufino. “Nós aceitamos esse desafio, pois nunca havíamos participado de uma Feira de Ciências antes, e selecionamos os dez projetos que estão aqui hoje depois de uma seleção realizada na escola”.

Crianças de 1º a 5º participaram da Feira de Ciências realizada no município de Angicos dia 09 de setembro (fotos: Assecom)