Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Colação de Grau Extemporânea forma mais de 30 concluintes da Ufersa

Formatura 6 de janeiro de 2022. Visualizações: 276. Última modificação: 06/01/2022 14:24:21

A Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) realizou mais uma solenidade de Outorga de Grau Extemporânea, na terça-feira, dia 4 de janeiro, para 34 formandos dos quatro campi da Instituição. Desses, oito compareceram à cerimônia presencial, sendo sete do curso de Medicina e um de Ciência da Computação, em representação aos seus colegas no Auditório Amâncio Ramalho, localizado no Campus Sede, em Mossoró. O evento aconteceu de forma híbrida, seguindo as recomendações do Plano de Biossegurança da Ufersa, com transmissão ao vivo pelo canal do Youtube da universidade.

A reitora, professora Ludmilla Oliveira, conduziu a solenidade. Além dela, para compor a mesa de honra, estavam presentes a pró-reitora de Graduação, professora Kátia Cilene da Silva Moura, representantes dos outros campi, e a Paraninfa Geral das turmas concluintes, professora doutora Nilza Dutra Alves. “Esse é um momento de grande felicidade. Uma etapa das suas vidas foi vencida. Muitos são os jovens que fazem vestibular ou ENEM em nosso país. Poucos são aqueles que conseguem uma vaga nas universidades federais e ainda muitos, por motivos diversos não conseguem terminar sua faculdade. Vejam como vocês são vitoriosos”, iniciou a professora em seu discurso. Em sua fala, ela procurou não só inspirar, mas homenagear os pais e os professores, que também se tornam essenciais durante a graduação.

A pandemia de Covid-19 foi lembrada durante toda a cerimônia. Por causa dela, a graduação, que por si só já tem dificuldades, tornou-se ainda mais desafiadora, principalmente para os futuros profissionais da saúde. É o que conta o formando de Medicina Igor Andrade Sousa, escolhido para ser o Orador Oficial da solenidade. “Os tempos que enfrentamos desafiam a nossa geração. Muitos, hoje, não podem estar aqui conosco, alguns, embora possam, perderam uma parte de si”, ele declarou em seu emocionante discurso. Após seis anos, Igor expressou sua satisfação de, enfim, colar grau e poder realizar seu sonho. “O sentimento de estar me formando agora é de muita felicidade, ter realizado um sonho que tem mais de décadas que eu venho nutrindo.”, finaliza Igor.

Luciana Carla Freitas Rodrigues compartilha do mesmo sentimento. Ela também se formou em Medicina e conta que passou dois anos no cursinho estudando para entrar na graduação dos sonhos. “Durante toda a trajetória do curso em si a gente teve algumas dificuldades no começo porque nós somos da primeira turma, mas o curso se desenvolveu de forma positiva e que agregou muito e que vai agregar no nosso futuro.”, ela comenta. Para Luciana, a pandemia também dificultou as coisas, quando suas aulas práticas tiveram que pausar. “Durante a pandemia foi um pouco mais difícil, porque teve que parar o internato. Nós ficamos alguns meses parados, mas logo que voltou a universidade forneceu todos os equipamentos necessários para que a gente pudesse voltar com segurança e deu tudo certo.”, lembra a formada.

*Reportagem de Rachel Amorim, estagiária.

Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
Colação de Grau Extemporânea em janeiro de 2021
%d blogueiros gostam disto: