Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Ângela Gandra abre Semana de Extensão sobre Família e Políticas Públicas na Ufersa

Estudante, Eventos, Extensão 24 de novembro de 2021. Visualizações: 154. Última modificação: 24/11/2021 06:55:43

I Semana de Extensão sobre Família e Políticas Públicas da Ufersa acontece no Auditório da Proec, no Campus Mossoró/Foto: Eduardo Mendonça

Fortalecer vínculos familiares. Com essa proposta a Secretária Nacional da Família, Ângela Gandra Martins, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, abriu a I Semana de Extensão sobre Família e Políticas Públicas da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, que prossegue até a próxima quinta-feira, 25, no Auditório da Proec, no Campus Sede, em Mossoró, com uma ampla programação. Antes da palestra, o coral e o grupo de violão do Núcleo de Arte e Cultura – NAC/Ufersa – saudaram com boa música os participantes. O evento acontece de forma hibrida devido a pandemia da Covid-19 e obedecendo os protocolos de biossegurança.

Dra. Ângela Gandra, secretária nacional da família/Foto: Eduardo Mendonça

Na palestra de abertura, Dra. Ângela Gandra, falou sobre “Os vínculos familiares como foco central da Secretaria Nacional da Família”, que segundo ela, todas as instituições, incluindo as universidades têm importante papel a desempenhar. “Aqui na Ufersa, por exemplo, vamos aplicar o Projeto Famílias Fortes, voltado para o fortalecimento dos vínculos familiares”, adiantou. A meta é capacitar universitários que por sua vez cada um vai replicar o aprendizado para 15 famílias. Ao todo, serão sete encontros com discussões voltadas para a importância da preservação dos laços familiares.

A secretária enfatizou a iniciativa da Ufersa na adesão ao projeto que já vem sendo executado por outras universidades do país.  “Essa instituição foi pioneira em querer unir família e universidade não só os vínculos entre os alunos, mas também de uma forma que esse fortalecimento seja levado para o município de Mossoró”, pontuou Ângela Gandra.

Para o vice-reitor, professor Roberto Pordeus, que representou a reitora Ludimilla Oliveira, agradeceu a secretária Ângela por trazer para Ufersa importantes projetos. “Hoje, a senhora traz uma política pública voltada para a família o que é um fato inédito nas universidades do país”, pontuou. O pró-reitor de extensão e cultura, professor Paulo Gustavo, também reconheceu a importância da iniciativa com ações concretas voltadas para o fortalecimento dos laços familiares junto a comunidade estudantil. “Um apoio importante que resultará em ações concretas para beneficiam os nossos discentes e as suas famílias”, considerou.

Vice-reitor, professor Pordeus, agradece participação da secretária Ângela/Foto: Eduardo Mendonça

Além do Famílias Fortes, a Secretaria Nacional desenvolve outros projetos como o Família na Escola, voltado para o aprimoramento dos pais no acompanhamento dos filhos na escola; o Reconecte, voltado para o impacto da tecnologia nas famílias com o acompanhamento dos filhos no uso das redes sociais; o programa Acolha a Vida, de prevenção ao suicídio e, o programa Equilíbrio, Trabalho e Família, com ações de educação voltadas para a administração do tempo no que se refere a trabalho e família para que problemas de um não venham afetar o outro. Todos esses programas estão disponibilizados para toda a população na Plataforma AVAMEC e no Site da SNF.

Grupo de Violão do NAC recepciona secretária Ângela/Foto: Eduardo Mendonça

Para Dra. Ângela Gandra as universidades podem contribuir de forma efetiva para a consolidação das políticas públicas familiares. “Por um lado, com a implementação do Famílias Fortes com o envolvimento dos universitários e, em paralelo, a SNF oferece bolsas, através da Capes, para pesquisas voltadas para as políticas públicas familiares, uma temática que ainda não dispõe de materiais com densidade acadêmica”, pontuou. Para a secretária um tema vasto no Brasil devido a sua dimensão continental com inúmeras realidades. “A universidade pode trazer uma pesquisa densa para projetar, monitorar, fortalecer e confirmar políticas públicas familiares”, pontuou.

Outra importante participação das universidades se concentra na celebração de termos de execução descentralizado – TED – para avaliações do programa. “Como primeiro Governo que se preocupa com questões familiares precisamos ter indicadores fortes que comprovem tudo que vem sendo realizado no âmbito das políticas públicas familiares”, afirmou. A secretária Ângela Gandra acredita que a gestão deixará um importante depositório para o Brasil em termos de densidade de material para a implementação dessas políticas públicas por meio das universidades. Confira, abaixo, a programação até quinta-feira, 26.

 

%d blogueiros gostam disto: