Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Ufersa já conta com 18 estudantes a distância no Presídio Federal

EAD, Ensino, Responsabilidade Social 30 de abril de 2021. Visualizações: 385. Última modificação: 30/04/2021 17:31:59

Aula inaugural da licenciatura EAD em Matemática contou com a participação do secretário de educação superior do MEC/Foto: PFMOS

Dia histórico para Universidade Federal do Semi-Árido e para o Sistema Penitenciário Federal do país. Nessa sexta-feira, 30, foi ministrada a Aula Magna para a primeira turma do curso de Licenciatura em Matemática, do Presídio Federal do Rio Grande do Norte. O curso será ministrado para 18 internos na modalidade a distância (EaD). A solenidade de abertura aconteceu em formato híbrido, com a participação do Secretário Nacional de Educação Superior do Ministério da Educação, Wagner Villas Boas. Uma representação formada por 5 presos também participaram da solenidade.

Idealizado pela Pedagoga da Penitenciária Federal em Mossoró – PFMOS, a oferta do ensino superior pela Ufersa inaugura uma nova fase de educação no cárcere. A proposta foi concretizada com aprovação da direção da Penitenciária e o empenho da Corregedoria Judicial Federal e da Universidade. A Ufersa, na pessoa da reitora, Ludimilla Oliveira, não poupou esforços e conhecimento técnico para garantir que o projeto piloto fosse implantado em Mossoró com a participação da Universidade.

Solenidade foi realizada no formato híbrido/Foto: PFMOS

“Consideramos a oferta de ensino superior um marco para educação na Penitenciária Federal de Mossoró e vamos trabalhar para o fortalecimento e garantir a expansão para outras unidades prisionais”, afirmou a professora Ludimilla Oliveira. O projeto está sob a responsabilidade da professora Kátia Cilene, coordenadora do Núcleo de Educação a Distância e pró-reitora adjunta de graduação da Ufersa, tendo sido chancelado pela Diretoria de Educação a Distância da CAPES e apoiado pela Secretaria de Ensino Superior do MEC.

“É muito gratificante poder oportunizar a chance de acesso ao ensino superior a pessoas privadas de liberdade, vislumbrando contribuir para a reabilitação, bem como para o desenvolvimento pessoal e profissional deles. A maior alegria de um professor é poder contribuir para a mudança de vida dos seus alunos”, afirmou a professora Kátia Cilene.

Considerada como uma ação inovadora e revolucionária, a Licenciatura em Matemática está fundamentada pela Resolução nº 2, de 19 de maio de 2010 que dispõe sobre as Diretrizes Nacionais para a oferta de educação para jovens e adultos em situação de privação de liberdade nos estabelecimentos penais, onde prevê garantias de condições de acesso e permanência na Educação Superior (graduação e pós-graduação).

Equipe que idealizou o projeto da graduação EaD/Foto: PFMOS

Durante a Aula Magna, a reitora solicitou ao secretário do MEC, Wagner Villas Boas, apoio para a consolidação dessa iniciativa. O acordo de cooperação técnica entre a Ufersa e a penitenciária Federal para a implantação da graduação em matemática começou em 2018, sendo agora viabilizada na gestão da professora Ludimilla Oliveira. “Como reitora e também como presidente do Conselho Penitenciário de Mossoró ficou muito feliz ao ver nascer, crescer e se concretizar um projeto tão importante”, considerou. A graduação em matemática representa mais uma oportunidade de reabilitação dos presos a partir do acesso ao ensino superior com a possibilidade de uma melhor colocação no mercado de trabalho com a formação acadêmica universitária.

A aula inaugural contou com a participação dos Juízes Federais Corregedores da Penitenciária, Walter Nunes da Silva Júnior e Orlando Donato Rocha; do diretor da Penitenciária Federal de Mossoró, Nilton Soares de Azevedo; do secretário de Ensino Superior do Ministério da Educação, Wagner Villas Boas; da reitora da Ufersa, professora Ludimilla Oliveira; da coordenadora do Nead/Ufersa, professora Kátia Cilene e equipe técnica da penitenciária.