Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Ufersa confirma Acordo de Cooperação Técnica com a Secretaria de Aquicultura e Pesca

Gestão, Pesquisa 15 de abril de 2021. Visualizações: 242. Última modificação: 15/04/2021 16:38:27

Diretores da SAP/MAPA, Alex Augusto Gonçalves e Maurício Pessoa apresentam para a reitora, Ludimilla e a chefe de gabinete da Ufersa, professora Cláudia, proposta para cooperação técnica entre a Universidade e a SAP/MAPA. Foto: Cedida

Contribuir com a geração de novas tecnologias e geração de emprego e renda. Esse é o principal objetivo da primeira ação do acordo de cooperação técnica a ser firmado entre a Universidade Federal Rural do Semi-Árido e a Secretaria de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento SAP/MAPA.

Entendimentos nesse sentido foram discutidos em Brasília, durante audiência da reitora da Ufersa, professora Ludimilla Oliveira, com o Diretor do Departamento de Ordenamento e Desenvolvimento da Pesca, Alex Augusto Gonçalves, e com o Diretor do Departamento de Ordenamento e Desenvolvimento da Aquicultura, Maurício Pessoa.

A parceria entre a Ufersa e a SAP/MAPA será voltada para ações de desenvolvimento das atividades dos setores Aquícolas e Pesqueiros Regional. “A reitora Ludimilla procurou a nossa Secretaria manifestando o interesse em estabelecer parcerias que certamente seria revertida no desenvolvimento de novas pesquisas e tecnologias para a região do Semiárido brasileiro”, lembrou o diretor da pesca Alex Augusto, que é professor da Ufersa a disposição do MAPA.

O diretor reconhece que a Ufersa tem se destacado nos últimos anos com o alto nível de pesquisas nos cursos de Pós-Graduação na área das Ciências Agrárias, Ambiental, e Animal, bem como em seus diversos cursos de Graduação, contando também com um Curso de Engenharia de Pesca.

Na ocasião, a professora agradeceu o apoio ministerial com a convicção de que essa parceria trará resultados positivos. “Sabemos do compromisso do professor Alex Augusto com a Ufersa e também com o Semiárido, é essa parceria representa apenas o primeiro passo para projetos importantes que serão desenvolvidos a partir da cooperação técnica entre a Ufersa e a SAP/MAPA”, afirmou.

Nesse sentido, a Secretaria de Aquicultura e Pesca sugeriu que poderia ser concretizada essa parceria por meio de um Acordo de Cooperação Técnica com os seus 3 departamentos: Departamento de Ordenamento e Desenvolvimento da Aquicultura, Departamento de Ordenamento e Desenvolvimento da Pesca, e Departamento de Registro e Monitoramento da Aquicultura e Pesca.

Atualmente a SAP trabalha em prol do desenvolvimento da atividade aquícola e pesqueira, em ações que propiciem o crescimento aliado à sustentabilidade. “A região do semiárido, onde está localizada a Ufersa, tem grande potencial nas duas áreas (aquicultura e pesca) e considerando os três pilares da sustentabilidade (social, ambiental e econômico), as ações que podem ser executadas por meio desse Acordo de Cooperação Técnica com a Ufersa são infinitas, onde poderão gerar futuros projetos de pesquisa dentro da instituição”, considera o diretor da pesca.

Alex Augusto frisou ainda que o Acordo de Cooperação Técnica não inclui repasse de recursos financeiros. “É uma cooperação entre os partícipes na área da aquicultura e pesca, especificamente, no que se refere à: pesquisa; inovação e desenvolvimento tecnológico; aplicação de metodologias, técnicas e tecnologias; avaliação e monitoramento de recursos naturais da aquicultura e pesca; análises de organismos aquáticos; avaliação de impactos ambientais e sociais; formação de pessoas e certificação; desenvolvimento de ações de empreendedorismo, cooperativismo e associativismo; consultoria e assessoria científica e tecnológica nas tratativas nacionais e internacionais, dentre outras, a ser executado no estado do Rio Grande do Norte”, explicou.

Os diversos planos de trabalhos deverão ser construídos, de acordo com as demandas e expertise dos envolvidos (pesquisadores), e futuros projetos poderão ser desenhados, e na medida em que haja disponibilidade orçamentária, os mesmos poderão ser financiados pela Secretaria de Aquicultura e Pesca.