Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

2021 com expectativas de concurso e novos cursos para Ufersa

Gestão 26 de novembro de 2020. Visualizações: 2552. Última modificação: 26/11/2020 21:00:06

Ministro da Educação, Milton Ribeiro, recebeu a reitora Ludimilla e equipe da Universidade para tratar de assuntos específicos da Ufersa/Foto: Cedida

Se as reivindicações apresentadas pela reitora Ludimilla Oliveira ao Ministério da Educação forem atendidas, 2021 será um ano promissor para Universidade Federal Rural do Semi-Árido. A começar pela realização de concursos e a criação de dois novos cursos: Direito, no Campus Pau dos Ferros e, Psicologia, no Campus Sede em Mossoró. Reivindicações nesse sentido já se encontram protocolada no Ministério de Educação e Cultura – Mec.

Nesta quinta-feira, 26, a reitora da Ufersa pela quarta vez foi recebida pelo ministro da educação, Milton Ribeiro; pelo secretário de educação superior, Wagner Vilas Boas e, pelo assessor especial, Paulo Roberto. Na pauta demandas exclusivas da Ufersa como a liberação de códigos de vagas, a liberação das vagas já pactuadas e a liberação de novas funções gratificadas. O cenário relacionado à carência de pessoal nos quadros da Universidade foi apresentado pela pró-reitora de gestão de pessoas, Raiane Mousinho.

Diante das demandas apresentadas, a equipe de gestores do Mec se comprometeu em analisar a pauta e, em breve, dá um retorno sobre as reivindicações.

A maior expectativa para 2021 é para a liberação de novos códigos de vagas para docentes e para aa criação dos novos cursos: Direito e Psicologia. Na audiência também foram apresentadas demandas específicas dos campi relacionadas com a carga horária dos docentes.

Assuntos relacionados a gestão de pessoas e o planejamento centralizam a pauta da reitora Ludimilla no Mec com a equipe do ministro, Milton Ribeiro/Foto: Cedida

Na ocasião, a questão financeira também entrou na pauta quando os pró-reitores de planejamento, Moisés Ozório e Júlio César, apresentaram a necessidade de uma reorganização das finanças da Universidade para atender as expectativas em 2021. A questão das obras em andamento, a importância de uma transparência em tempo real da aplicação dos recursos, bem como a necessidade de mais investimentos foram demandas apresentadas ao ministro e demais integrantes do Mec.

Durante a audiência, o ministro Milton Ribeiro confirmou a participação dele na abertura do Fórum do Desenvolvimento do Semiárido que acontece a partir do dia 3 dezembro, em Mossoró. Parte do evento, as discussões do 13 eixos temáticos do Fórum vão acontecer nas dependências da Ufersa.

“Estamos encaminhando as nossas demandas ao Mec e tão logo a comunidade acadêmica vai sentir o resultado e o impacto de todo esse trabalho que vem sendo prospectado em Brasília, para uma maior visibilidade da Universidade”, afirmou a reitora Ludimilla Oliveira. A professora almeja uma Ufersa que seja referência no campo da transparência e no zelo pelos recursos públicos. “Queremos colocar a universidade num cenário de transparência, uma instituição com ponto suficiente para ter uma pesquisa de resultados, extensão e ensino de qualidade”, pontuou.

A reitora Ludimilla Oliveira disse ainda que a meta da gestão é crescer com qualidade. “Precisamos acima de tudo da excelência acadêmica, evoluir com melhores conceitos uma vez que atualmente apenas os cursos de Direito, Engenharia Civil e Ciências Contábeis possuem conceito 5 do Mec”, concluiu.

CONCURSO – E o Diário Oficial da União trouxe na edição do último dia 24, Portaria do Mec remanejando de novos Códigos de Vagas para as Instituições Federais de Ensino Superior o que vai possibilitar a realização de novos concursos para servidores técnico-administrativos – classe E e D.

Especificamente, na referida Portaria, a Ufersa ganhou quatro novas vagas, sendo três vagas para técnico administrativo (formação nível superior) e, uma vaga para assistente administrativo (formação nível médio). O Edital do concurso para o preenchimento dessas vagas está previsto para o início de 2021.