Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Ufersa integra projeto Consultório Familiar na Maternidade Almeida Castro

Extensão, Saúde 25 de outubro de 2020. Visualizações: 145. Última modificação: 25/10/2020 19:09:22

O Projeto Consultório Familiar funciona na Maternidade Almeida Castro. Foto cedida

O Curso de Medicina da Ufersa integra o Projeto do Consultório Familiar, uma iniciativa que visa a construção de uma Maternidade-Escola em rede, junto a atual gestão do Hospital Maternidade Almeida Castro – HMAC. A parceria alia o ensino, a pesquisa, a assistência para o apoio matricial em uma rede de atenção básica e o desenvolvimento de modalidades ambulatoriais em consultório familiar e referência em situações particulares como violência contra a mulher, mulheres e homens trans, recém-nascidos com deficiência intelectual ou sensorial, saúde bucal da gestante e do recém-nascido e cursos de atualização.

Agora no mês de outubro já foram iniciadas as atividades assistenciais com o ambulatório integrado de pesquisa-formação-intervenção voltado às questões da saúde sexual e reprodutiva, maternidade e paternidade no meio cultural e sanitário. Estão envolvidos no projeto, além da Ufersa e da Maternidade, a Secretaria de Saúde de Mossoró, UERN, e a Rede Precisa, uma rede de pesquisa com parceiros da região da Emilia-Romagna, na Itália.

O Consultório Familiar funciona na Maternidade, inicialmente aos sábados pela manhã. O usuário será encaminhado diretamente à Maternidade com uma ficha de referência. A UBS pode ligar para HMAC e agendar ou o usuário pode ir diretamente até lá com o encaminhamento. Os próprios serviços do HMAC também poderão referenciar pacientes após a alta para acompanhamento de situações específicas.

A produção do cuidado do ambulatório está organizada com abordagem interprofissional, práticas integrativas e populares, educação em saúde e serviços de atenção e apoio matricial em saúde sexual e reprodutiva bem como pré-natal individual e coletivo, atendimento ao adolescente e criança. Todo esse leque está inserido nas linhas de cuidado da Atenção Integral a Saúde do(a) Adolescente; Saúde da População LGBT e Rede Cegonha. O Objetivo é um atendimento integral à saúde, tudo via Sistema Único de Saúde – SUS.

Vale salientar que o consultório não visa substituir a atenção básica, mas sim matriciar e apoiar casos específicos de atendimento que venham dos serviços de Atenção Básica do município. Serão trabalhadas ações coletivas (pré-natal e puericultura coletivas), as práticas Integrativas e oferta de formações para os profissionais da rede que demandarem, a partir de demandas dos próprios territórios. As Residências em Saúde da UERN, docentes da UERN e UFERSA, profissionais do HMAC e SMS estão incialmente a frente dos atendimentos.

Os docentes e discentes ligados aos curso de Engenharia de Produção, Ciências da Computação. O Mestrado Interdisciplinar do PPgCTI/Ufersa está trabalhando em um aplicativo que irá fornecer um sistema para referência e contra-referência dos pacientes e acolher as demandas dos profissionais de saúde do território quanto ao matriciamento e formação das equipes. Existe também uma rede de pesquisa e formação articulada entre pesquisadores de UERN, UFERSA e profissionais de saúde da região Emilia -Romagna e Rede Unida. O serviço servirá também como futuro campo de estágio e articulação ensino-serviço para os cursos da saúde das IES participantes.

Parte da equipe do projeto. Foto cedida