Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Ufersa entre universidades brasileiras no ranking internacional de impacto das universidades

Reconhecimento 4 de abril de 2019. Visualizações: 3788. Última modificação: 04/04/2019 15:21:13

O Times Higher Education Impact Ranking 2019, que elabora rankings de impacto internacional das universidades, divulgou nesta semana um levantamento baseado nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS e a Ufersa está entre as quinze instituições de ensino superior brasileiras que entraram no ranking.

A THE é conhecida por elaborar anualmente o World Universities Ranking e o Latin American Ranking, que a Ufersa entrou pela primeira vez ano passado. Esta é a primeira edição do ranking de impacto baseado nos ODS. Os 17 ODS fazem parte da Agenda 2030 instituída em 2015 pela Organização das Nações Unidas – ONU como um plano de ação para as pessoas, para o planeta e para a prosperidade. Ela também busca fortalecer a paz universal com mais liberdade, a erradicação da pobreza e o desenvolvimento sustentável do planeta.

Foram identificadas na Ufersa ações relacionadas aos onze ODS que fizeram parte dessa primeira edição do ranking. A Ufersa obteve as melhores pontuações nos objetivos 8 – Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos; 10 – Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles e o 12 – Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

Ela ainda pontuou nos objetivos que visam: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades (3); Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos (4); Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas (5); Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação (9); Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis
Objetivo 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos (11); Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis (16); Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável (17).

O Professor Felipe Ribeiro, que coordenou a obtenção e fornecimento de informações para o ranking comemora. “Estamos vendo uma mudança na forma como podemos avaliar o impacto das universidades no Mundo. A produção acadêmica/cientifica e formação de recursos humanos, normalmente avaliada nos rankings tradicionais não refletem completamente o papel social das universidades no ambiente que estão inseridas. A criação de um ranking baseado nos ODS é um grande passo no sentido de avaliarmos melhor iniciativas que seriam ignoradas, mas que são tão ou mais importantes que o papel tradicional das instituições de ensino superior, em especial para uma instituição como a nossa, inserida numa região como a Semiárida com problemas sociais e ambientais característicos. Ao mesmo tempo que o ranking nos dá um diagnóstico do que temos feito, nos impulsiona para direcionar esforços no sentido de sintonizar as politicas institucionais cada vez mais com os ODS”.

Confira a íntegra do ranking.