Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Começam as atividades da Feira de Ciências do Semiárido Potiguar

Pesquisa 20 de outubro de 2016. Visualizações: 1503. Última modificação: 20/10/2016 10:27:42
Autoridades acompanhando a abertura da VI Feira de Ciências do Semiárido / Foto Eduardo Mendonça Assecom

Autoridades acompanhando a abertura da VI Feira de Ciências do Semiárido / Foto Eduardo Mendonça Assecom

Público acompanhando a abertura da Feira / Foto Eduardo Mendonça Assecom

Público acompanhando a abertura da Feira / Foto Eduardo Mendonça Assecom

Quem já passou pelo Expocenter já deve ter percebido a intensa movimentação de jovens nesses últimos dias. É que nesta quarta, 19, teve início oficialmente a 6ª edição da Feira de Ciências do Semiárido Potiguar, evento que faz da programação da I Semana de Ciência e Tecnologia do Semiárido Potiguar. A solenidade de abertura foi acompanhada por centenas de jovens e professores da rede estadual de ensino de 6 Direds (Diretórios de Educação) da região. No palco, estavam o Reitor da Ufersa, o professor José de Arimatea de Matos, o Vice-Reitor, o professor José Domingues Fontenelle Neto, o Coordenador da Semana de Ciência, o professor Felipe Ribeiro, a Coordenadora da Feira de Ciências, Cristiane Carvalho, a idealizadora da Feira, a professora Celicina Borges, a Pró-Reitora de Extensão do IFRN, a professora Régia Lúcia Lopes e a professora Lúcia Soares da Secretaria Estadual de Educação.

Cristiane Carvalho, coordenadora da Feira de Ciências / Foto Eduardo Mendonça Assecom

Cristiane Carvalho, coordenadora da Feira de Ciências / Foto Eduardo Mendonça Assecom

As autoridades comemoraram mais uma edição da Feira de Ciências que é uma realização da Ufersa em parceria com a UERN e a Secretaria Estadual de Educação. Este ano, serão apresentados 215 trabalhos de 645 alunos. O evento conta com estudantes do Ensino Médio de 67 municípios do Rio Grande do Norte das regiões de Mossoró, Angicos, Apodi, Assú, Umarizal e Pau dos Ferros. Ao todo são 96 escolas participantes. A apresentação dos trabalhos será das 13h às 22h desta quinta, dia 20.

Na abertura, foi apresentado um vídeo sobre a Feira e ministradas 3 palestras de participantes premiados nas últimas edições. O destaque foi para a participação dos estudantes Francisco José e José Jálison da Escola Estadual Governador Walfredo Gurgel do município de Antônio Martins (RN). Eles desenvolveram um projeto de rádio a partir da sucata de materiais eletrônicos e foram premiados em várias feiras como a Febrace (Feira Brasileira de Ciência e Engenharia da USP – São Paulo) e na Feira de Ciências Internacional I-SWEEP (isweeep.org).

Reitor da Ufersa, o professor José de Arimatea de Matos / Foto Eduardo Mendonça Assecom

Reitor da Ufersa, o professor José de Arimatea de Matos / Foto Eduardo Mendonça Assecom

A ideia da organização da Feira é estimular e dizer que é possível fazer ciência em todos os lugares deste semiárido potiguar e a partir daí ganhar o mundo com novas ideias e novas conquistas. A Feira quer descobrir e premiar novos talentos assim como aconteceu com os meninos do rádio de Antônio Martins.

Cristiane Carvalho, coordenadora da Feira e integrante do Projeto Ciência RN, agradeceu aos parceiros do evento e lembrou que pela primeira vez o Ministério da Ciência, Inovação e Tecnologia está apoiando os trabalhos de forma oficial. Também colaboram com a realização da Feira o Ministério da Educação, a Capes, o CNPQ e um Conselho Britânico. Este ano, o evento também contou com a participação da empresa J. Patrícia que fez a doação de 4 toneladas de madeira usadas na construção das mesas dos estandes. “Nós que fazemos o Ciência RN, esperamos que seja um momento especial para todos vocês, que possam trocar experiências com outros finalistas e que façam novos amigos, pois, mais do que tudo a Feira de Ciências é um espaço de diversão e aprendizado. Aqui vocês serão avaliados por professores e alunos de Pós-Graduacao. Aproveitem esta oportunidade para que possam aprender ainda mais, e quem sabe fazer contato para um projeto futuro”, comentou Cristiane.

O Reitor da Ufersa, o professor José de Arimatea de Matos, destacou a participação da Ufersa na Feira de Ciências e disse que esse também é o papel da Universidade. “Precisamos incentivar esses jovens a fazer ciência desde cedo e a Ufersa está trabalhando nessa perspectiva com a Feira de Ciências e com as demais atividades da Semana de Ciência e Tecnologia do Semiárido Potiguar”, comentou o Reitor.

Felipe Ribeiro, coordenador da Semana de Ciência e Tecnologia do Semiárido / Foto Eduardo Mendonça
Artista recitando na abertura da Feira / Foto Eduardo Mendonça
Aluno da Feira de Ciência / Foto Eduardo Mendonça
José Jálison, aluno premiado pelo projeto do rádio / Foto Eduardo Mendonça
Francisco José, aluno premiado pelo projeto do rádio / Foto Eduardo Mendonça
Troféus e reconhecimento conquistados pelos garotos do Rádio / Foto Eduardo Mendonça