Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Psicologia promove campanha por saúde mental na universidade #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria

Estudante 25 de setembro de 2016. Visualizações: 8052. Última modificação: 27/09/2016 13:19:26
A Ufersa leva ensino a joens nas diversas áreas do conhecimento |Foto: Eduardo Mendonça/Assecom/Ufersa

A Ufersa leva ensino a jovens nas diversas áreas do conhecimento |Foto: Eduardo Mendonça/Assecom/Ufersa

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis – PROAE, por meio do Serviço de Psicologia, inicia nesta segunda-feira, dia 26 de setembro, a campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria (Não é besteira, é coisa séria!), em alusão ao Setembro Amarelo, uma campanha nacional durante o mês de prevenção ao suicídio. A iniciativa irá percorrer todas as salas de aulas do campus de Mossoró e ainda em Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros com distribuição de material informativo e divulgação de ações voltadas às redes sociais.

Diversos cartazes ilustrando situações de sofrimento que foram relatadas pelos estudantes serão afixados nos murais e locais de grande circulação. Todos os materiais serão acompanhados da hastag #Nãoébesteira #Écoisaséria de modo a sensibilizar a comunidade ufersiana para discutir e promover redes de apoio interpessoal àqueles que em algum momento da vida acadêmica vivenciaram algum sofrimento.

É necessário repensar esse espaço acadêmico, de modo que venhamos a construir um ambiente universitário saudável

Mônica Almeida, psicóloga
A coordenadora da ação, psicóloga Mônica Almeida, explica que a campanha surgiu após a observação de diversas situações de vivências expressas pelos estudantes universitários que são atendidos no Serviço de Psicologia. De acordo com ela, várias pesquisas já apontam que o meio acadêmico causa sofrimento às pessoas devido às exigências dentro de um sistema que culpabiliza o sujeito. “Estamos tão acostumados com essa realidade de termos que abdicar de sono, lazer e qualidade de vida, que não refletimos sobre o absurdo que isso é”, alerta.

Mônica Almeida ainda chama atenção para o fato de não ser normal ter crises de ansiedade e passar semanas inteiras sem dormir o tempo necessário para o descanso físico e mental devido à sobrecarga de atividades. “A cobrança é tamanha que começamos a nos culpabilizar, pois temos que nos adequar aos padrões estabelecidos. É necessário repensar esse espaço acadêmico, de modo que venhamos a construir um ambiente universitário saudável. É preciso discutir essas questões e problematizar formas de apoio aos nossos estudantes, que podem e devem ser realizadas por todos”, justifica a psicóloga.

Imagens da campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria

Imagens da campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria

“Eu estudava, mas dava um ‘branco’ na hora da prova”

Crise de choro, esquecimento total do conteúdo, dificuldade de apresentar seminários, mal-estar físico e mental foram sintomas que acompanharam a estudante Grazielly Costa até meados do curso de graduação em Engenharia Florestal. Consciente das dificuldades que começavam a prejudicar o andamento do curso, ela procurou o setor de Psicologia da Ufersa e, hoje, já relata, com bom humor, alguns dos desafios superados.

Imagens da campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria

Imagens da campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria

“Eu lembro que a minha crise de ansiedade vem desde o ensino médio, tanto que, certa vez, um professor me perguntou se eu queria que a turma ficasse de costas na tentativa de eu conseguir apresentar o seminário. Eu estudo, viro noites, mas dá um branco na hora da prova ou na hora de falar”, relata Gazielly. Devido as constantes crises de ansiedade, um semestre do curso foi trancado.

Foi com o acompanhamento especializado da psicologia que ela retomou as atividades da graduação. “Foi um longo período de conversas e acompanhamento, mas eu sinto uma grande diferença. Hoje, por exemplo, consigo me sentir mais segura com o que estudei e isso me passa também mais tranquilidade na hora de realizar uma prova”, diz Grazielly.

Psicologia na Educação

O Serviço de Psicologia na Ufersa tem como objetivo desenvolver ações de prevenção e promoção da saúde mental dos estudantes, possibilitando a criação de estratégias para lidar com as dificuldades pessoais, familiares, acadêmicas e profissionais. As atividades são realizadas na dimensão individual e grupal, buscando oferecer um atendimento breve e com fins de acolhimento a demandas pontuais, com o intuito de melhorar a qualidade de vida dos discentes.

O Serviço está à disposição dos estudantes nos quatro campi e são desenvolvidas as seguintes ações: Plantão Psicológico; Orientação de Estudos; Escuta e Aconselhamento Psicológico, Atividades de Prevenção e Promoção à Saúde; Grupos de Apoio, atualmente com o Grupo de Reorientação Profissional; Orientação aos Discentes, Docentes e Familiares dos Estudantes; Mediações de Conflitos; Apoio às Atividades Pedagógicas; Visitas Domiciliares; Visitas e Reuniões na Vila Acadêmica Vingt-Un Rosado; Execução do Programa Institucional Permanência da UFERSA; Desenvolvimento de estudos e pesquisas que visam o aperfeiçoamento contínuo da assistência estudantil e Encaminhamentos à rede de serviços públicos.

Atualmente, cerca de 50 estudantes dos mais variados cursos de graduação participam das atividades e ações do Serviço. Para participar das atividades desenvolvidas pelo Serviço de Psicologia, os estudantes podem se dirigir a secretaria da PROAE, localizada no segundo pavimento do Prédio da Reitoria (Campus Leste) ou ligar para os telefones: (84) 3317-8238; 3317-8208; 33178239 e fazer os agendamentos nas atividades desejadas.

Redes Sociais

Nas redes sociais da Ufersa (Facebook, Twitter e Instagram) estão postadas mais imagens com ilustrações de situações como as que estão nesta página. Ao curtir , compartilhar e comentar você também está ajudando a estudantes que se identificam com algum desses problemas a se sensibilizarem na busca por ajuda.

Camisa de divulgação da campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria
Campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria
Campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria
Parte da equipe que percorreu a Universidade com a campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria
Campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria na Biblioteca
Campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria
Campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria na Biblioteca
Campanha #NãoÉBesteiraÉCoisaSéria na Biblioteca