Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Estudantes de escolas públicas participam de Curso de Férias na Ufersa

Extensão 21 de junho de 2016. Visualizações: 2907. Última modificação: 21/06/2016 19:32:37
_DSC8317

Estudantes de escolas públicas vivenciam o ambiente universitário num Curso de Férias do Projeto Novos Talentos/Foto: Luana Laise

Estudantes de 05 escolas públicas de Mossoró estão tendo a oportunidade de participar do III Curso de Férias do Projeto Novos Talentos, desenvolvido pelo Programa Ciências para Todos no Semiárido Potiguar. Ao todo, são 30 estudantes das escolas Celina Guimarães, Duarte Filho, Antônio Fagundes, Moreira Dias e José Nogueira. O curso, que tem duração de duas semanas, com carga horária de 40 horas, possibilita aos alunos conhecer o trabalho prático realizado nos principais laboratórios da Universidade Federal Rural do Semi-Árido.

“O objetivo é vivenciar as práticas laboratoriais para implantação de atividades nas feiras de ciências das respectivas escolas”, afirmou a coordenadora do Programa a professora da Ufersa, Cristiane Moura. A professora adianta que os melhores trabalhos serão apresentados na VI Feira de Ciências do Semiárido Potiguar a ser realizado em Mossoró, no próximo mês de outubro. A ideia é que os participantes do curso se tornem multiplicadores dos conhecimentos adquiridos na Universidade para os demais estudantes das escolas.

_DSC8322

Professora Cristina Moura, Coordenadora do Programa Feira de Ciências do Semiárido Potiguar/Foto: Luana Laise

A primeira atividade oferecida aos estudantes foi um curso de biossegurança com orientações sobre os cuidados para trabalho nos laboratórios. No total, os estudantes vão passar por 11 laboratórios da Ufersa, nas áreas de biotecnologia, petróleo, mecânica, construção civil, pesca e medicina veterinária. O encerramento será realizado no dia 01 de julho, no Auditório do Departamento de Ciências Animais II, localizado no Campus Oeste da Ufersa Mossoró, quando os participantes vão apresentar um relatório das atividades vivenciadas durante as duas semanas de curso.

O Curso de Férias envolve também a participação de professores, técnico-administrativos e estudantes da Ufersa que orientam os secundaristas nas atividades na Universidade. “Observo que existe uma distância muito grande entre o ensino fundamental e o ensino superior e esse projeto possibilita uma aproximação”, avaliou o técnico de laboratório do Centro de Estudos de Pesca e Aquicultura Sustentável – CEPAS, Darlan Dantas.

_DSC8377

Estudantes têm oportunidade de manusearem equipamentos laboratoriais/Foto: Luana Laise

Para os participantes do Curso de Férias o ambiente da universidade e bem diferente da realidade da escola que não possuem nenhum laboratório. “Aqui tudo é muito interessante”, opinou Julia Beatriz. Já Antônia Gildenia acredita que o curso vai ajudar ao grupo dela desenvolver um trabalho para a feira de ciências da escola. Já João Victor considerou “gratificante”, mas ainda busca um tema para realizar o trabalho. Os três estudantes estão em atividade no Laboratório do CEPAS.

Para o professor do curso de Biotecnologia, Carlos Eduardo Alves Soares, responsável pelo Laboratório de Genética, o curso é uma iniciativa muito importante. “Acredito que cria nos jovens o desejo de fazer ciência, o despertar para a vocação acadêmica”, afirmou o professor, ao disponibilizar o laboratório de genética e os monitores para receberem os estudantes. Nesse laboratório, os secundaristas tem a oportunidade de observar células animais e vegetais, conhecerem as técnicas da microscopia e a extração do DNA.

Yaskara Vitória no primeiro contato dela com o ambiente universitário não imaginava como era uma universidade. “É enorme e maior ainda é essa experiência fora da escola”. A estudante não tem dúvidas que o Curso de Férias muito irá ajudar no trabalho da Feira de Ciências. Já com uma ideia em mente, Aparecida Vitória, adiantou que o grupo dele pretende desenvolver um produto a base de pimenta para polir metais. “Gostei bastante e quero entrar na universidade”, afirmou. Gisely Alany é outra estudante empolgada com a vivência na Ufersa. “Muito legal. O que mais me chamou atenção foram os equipamentos dos laboratórios”, afirmou a estudante que pretende desenvolver trabalho na Feira de Ciência com foco para economia da energia elétrica.

Darlan Dantas e estudantes
Professora Cristiane Moura, coordenadora do Programa Ciência para Todos do semiárido Potiguar
Professor Carlos Eduardo Alves Soares, Coordenador do Laboratório de Genética e Evolução da Ufersa
Darlan Dantas, técnico de laboratório da Ufersa
Darlan Dantas, técnico de laboratório e estudantes
GISely Alany, Escola Municipal Duarte Filho
Aparecida Vitória, Escola estadual José Nogueira
Yascara Fernandes, Escola Municipal celina Guimarães
João Victor, Escola Antônio Fagundes
Antônia Gildenia, Escola Antônio Fagundes
Julia Beatriz, Escola Antônio Fagundes

 

%d blogueiros gostam disto: