Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Comunicação

Ufersa recebe prêmio internacional em inovação na formação docente

Extensão 1 de dezembro de 2014. Visualizações: 2683. Última modificação: 01/12/2014 19:09:10

Professora Celicina Azevedo e professor Felipe Ribeiro representaram à Ufersa em premiação internacional sobre metodologia científica | Crédito: Cedida/Arquivo Pessoal

Os professores Felipe Ribeiro e Celicina Azevedo, representaram a Universidade Federal Rural do Semi-Árido, no Encuentro de Cierre del Concurso de Experiencias Innovadoras en la Formación Docente, promovido pelo Programa de Apoio ao Setor Educacional do Mercosul, PASEM. Na ocasião foi entregue à Ufersa o Prêmio Paulo Freire de Experiências Inovadoras na Formação Docente na categoria de Ensino de Ciências. O prêmio foi para a tecnologia social Metodologia Científica ao Alcance de Todos (MCAT), usada pelo  programa de extensão Ciência Para Todos no Semiárido Potiguar, numa parceria entre a  Ufersa, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte e a Secretaria Estadual de Educação e Cultura

“Esse prêmio indica que estamos no caminho certo para promover um verdadeiro ensino de ciências através da pesquisa científica nas escolas públicas de nosso Estado”, relata a Profa Celicina Azevedo. Para o professor, Felipe Ribeiro, além de receber o Prêmio, o evento foi uma oportunidade única para conhecer as outras dez experiências premiadas do Brasil, Uruguai e Argentina, além de possibilitar o planejamento de atividades em conjunto com as demais instituições. “Já estamos planejando levar professores da rede estadual para participar de um acampamento científico no Uruguai no primeiro semestre de 2015.

A MCAT tem como objetivo motivar os estudantes da educação básica e capacitar seus professores para trabalhar o método científico na escola. À partir de agora a experiência da Ufersa faz parte do banco de experiências inovadoras na formação docente de livre acesso na página do PASEM (http://www.pasem.org/experiencia/MTcy&lang=pt).

Os professores ainda alertam que a segunda edição do prêmio está aberta para inscrições até 28 de fevereiro de 2015 (http://www.pasem.org/es/concurso) e que novas experiências podem ser cadastradas livremente no banco do PASEM. “Acreditamos que aqueles que trabalham com a formação docente tem no banco de experiências uma excelente fonte de inspiração para inovar nas suas práticas”, finaliza o Professor Felipe Ribeiro. Além das experiências premiadas o banco conta com 49 experiências certificadas e pode ser acessado aqui (http://www.pasem.org/pt/experiencias).

Professores e funcionários da Ufersa, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte e da Secretaria Estadual de Educação e Cultura compõem a equipe responsável pela premiação, que também conta com o apoio do Capes, CNPq, MEC e MCTI. Para saber mais sobre a tecnologia acesse o banco de tecnologias sociais da Fundação Banco do Brasil (http://www.fbb.org.br/tecnologiasocial/banco-de-tecnologias-sociais/pesquisar-tecnologias/detalhar-tecnologia-196.htm).